Cuba

Cuba é o maior e mais populoso país da região do Caribe, com aproximadamente 11 milhões de habitantes. Foi um dos primeiros locais visitados por Cristóvão Colombo nas Américas, em 1492, e permaneceu sob domínio espanhol até o ano de 1898 quando passou, por um breve período, a fazer parte dos Estados Unidos. A independência finalmente chegou em 1902 e, desde 1959, o país adota o comunismo liderado pela família Castro: inicialmente por Fidel e, mais recentemente, por seu irmão Raúl.

Os mais de 50 anos de comunismo, quase que desde o princípio enfrentando um embargo por parte do governo norte-americano, tiveram um papel claro em definir o estado em que o país se encontra atualmente. Cuba apresenta muito bons indicadores nas áreas da saúde e educação e seus índices de criminalidade estão entre os mais baixos da América Latina. Por outro lado, a infraestrutura do país em geral está bastante ultrapassada e, embora as pessoas não passem necessariamente fome, têm acesso bastante restrito a qualquer insumo que fuja a definição governamental do que seja uma necessidade básica - nem falemos de pequenos luxos.

Plaza de Armas
Plaza de Armas

Na maioria dos casos, os cubanos são pessoas alegres e que levam a vida em um ritmo mais relaxado que em outros lados. Apesar do constante crescimento do turismo nas últimas duas décadas, o país não tem uma cultura de serviço desenvolvida, de modo que cabe não esperar muito da qualidade de atendimento em geral, principalmente nos hotéis, operadoras turísticas e outras instituições geridas pelo governo. Diversos locais, além disso, dão a impressão de acreditar que os visitantes estrangeiros lhes devem algo. Na maioria dos casos é fácil simplesmente ignorar ou contribuir voluntariamente, mas é relativamente alta a incidência de atos desonestos praticados contra turistas. Vale a pena estar atento.

La Habana - Havana
La Habana - Havana

Dito isso, Cuba é um excelente destino para ser considerado na agenda da maioria das pessoas. O país, que dá a impressão de ter estacionado no tempo, apresenta belíssimos tesouros coloniais, excelentes praias e locais para a prática do mergulho e, claro, uma capital que convida a imergir na cultura nacional, seja através de seus museus ou de sua música. Porta de entrada para a maioria dos visitantes, Havana encanta com seus fortes, praças e monumentos. Como na maioria das cidades do país, a forma mais econômica de conhecer a cidade é hospedar-se em uma casa particular (literalmente, uma casa particular com autorização estatal para receber turistas), embora também existam diversos hotéis - com poucas exceções, a qualidade das acomodações em Havana fica aquém das expectativas.

La Habana - Havana
La Habana - Havana

A partir da capital, pode-se seguir para o oeste, rumo à província de Pinar del Rio, a fim de admirar a beleza paisagística do Vale de Viñales e visitar alguma fábrica de puros cubanos. O mais comum, no entanto, é tomar o sentido contrário. A principal razão pela qual muita gente vem até aqui se encontra a cerca de 150km da capital contornando o litoral norte. Varadero é uma espécie de antítese de tudo o que Cuba representa. Ainda assim, é simplesmente inegável que as suas praias são belíssimas e, independentemente da falta de originalidade do lugar, merece uma visita. Em Varadero predominam os hotéis 4* e 5* que operam no regime tudo incluído, mas também é possível encontrar opções mais em conta. Para praias tão ou mais bonitas que as de Varadero, mas ainda não tão exploradas, vale dar uma conferida nas pequenas ilhas, chamadas Cayos, localizadas mais ao centro do país (ainda no lado norte).

Varadero
Playa en Varadero

Mais além de Varadero chega-se a uma Cuba com mais personalidade. Seguindo ao sul até encontrar a Autopista Nacional, principal autoestrada do país, e continuando então rumo ao oriente, chega-se primeiramente à cidade de Santa Clara, onde pode-se contemplar diversos monumentos e museus em homenagem a Che Guevara. Daí, seguindo para o sul ou sudoeste, chega-se respectivamente a Trinidad, bela cidade colonial, ou Cienfuegos, a única cidade fundada por franceses no país. Seguindo adiante pela Autopista Nacional, pode-se dirigir diversas horas antes de chegar às vizinhanças de Santiago de Cuba no outro extremo da ilha.

Trinidad
Plaza de Trinidad

Em geral, as rodovias cubanas encontram-se em estado intermediário de conservação e não são muito movimentadas. O maior risco, na maioria dos casos, é a presença de animais na pista: é comum que vacas e cavalos sejam vistos até mesmo na principal artéria viária do país. Em estradas menores, existe o tráfego constante de veículos de tração animal nas proximidades de cidades e povoados, o que reduz substancialmente a velocidade média. O obstáculo mais inusitado, contudo, são as ondas de caranguejos que tomam algumas das vias costeiras do país, principalmente no trecho entre Cienfuegos e Trinidad onde a estrada chega a desaparecer sob a cortina de crustáceos.

Bem-vindo a LATAM Explorer

 

Leitura Sugerida

Cuba

 



Booking.com

 

 

DESTINOS EM CUBA:

Galeria de Imagens


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *