Home > Destinos > Bolívia > Salar de Uyuni

Uyuni, Bolívia

Afastada do restante da civilização, perdida e quase esquecida em uma região semidesértica do altiplano boliviano, a cidade de Uyuni atrai uma pequena multidão de visitantes que vem de todos os cantos do planeta para conhecer uma das paisagens mais surreais da Terra. Os imensos campos de sal da vizinhança, e em particular o próprio Salar de Uyuni, evocam as mais variadas emoções naqueles que os contemplam pela primeira vez. Além desses gigantescos campos de sal, a região da tríplice fronteira entre a Bolívia, o Chile e a Argentina oferece montanhas, vulcões, lagoas coloridas e um sem número de formações geológicas no mínimo interessantes.

A cidade de Uyuni propriamente dita se encontra na junção das ferrovias que seguem para Oruro, Potosí, Calama (Chile) e Villazón (fronteira com a Argentina). Localizada a uma altitude de 3.665 metros, a cidade apresenta noites frias, sobretudo no inverno, e pouquíssima chuva na maior parte do ano, com a exceção do período entre dezembro e fevereiro. Apesar de a comunidade ser servida por um pequeno aeroporto que oferece voos regulares para as capitais, La Paz e Sucre, a maioria dos turistas encontra mais sensato chegar de ônibus, proveniente de Oruro (320km) ou Potosí (200km). Outras opções que valem a pena ser consideradas são o trem a partir de Oruro ou Tupiza, ou ainda um tour de 4x4 a partir da cidade chilena de San Pedro de Atacama, o qual costuma durar de 3 a 4 dias e permite conhecer os principais atrativos presentes no caminho.

A principal atração das imediações da cidade é o Cemitério de Trens. Situado a cerca de 3km do centro municipal e conectado à antiga rede ferroviária, o local abriga diversas locomotivas a vapor e vagões utilizados para o transporte de minerais entre o final do século XIX e a primeira metade do século XX. Com a decadência do ciclo de exploração mineiro, os trens já obsoletos foram simplesmente abandonados no local.

Uyuni, Bolivia
Uyuni, Bolivia

Localizado a apenas 7km de Uyuni, o povoado de Colchani sobrevive até hoje do processamento de sal e é, para muitos, a verdadeira porta de entrada para o maior salar do planeta: o Salar de Uyuni. Ocupando uma área de mais de 10 mil quilômetros quadrados, e chegando a ter uma espessura de mais de 10 metros no seu centro, essa é uma extensão de terra praticamente plana, com um desnível inferior a um metro entre seus pontos mais alto e mais baixo. A forma mais prática de conhecer o salar e a região ao seu redor é através de excursões que variam em duração de meio-dia a quatro dias. Apesar de diversos operadores oferecerem tours da região, a realidade é que os roteiros são muito parecidos entre si; mesmo os tours saindo de San Pedro de Atacama, no Chile, costumam visitar exatamente os mesmos lugares. O que costuma variar é o tipo de veículo, a hospedagem e a alimentação incluída.

Salar de Uyuni, Bolivia
Salar de Uyuni, Bolivia

Uma das principais paradas do caminho é a Ilha dos Peixes, ou Ilha Incahuasi, que recebe esse nome devido ao reflexo causado pela ilha no espelho d'água criado sobre o salar na temporada de chuvas. A ilha abriga um coral fossilizado e uma grande quantidade de cactos centenários. Já afastado do salar, mas geralmente presente nos roteiros de mais de um dia, a Árvore de Pedra, uma rocha moldada pela ação do vento na forma de uma árvore, está situada a mais de 4.400 metros de altitude e é uma das formações mais fascinantes do caminho. Entre as lagoas, a Colorada, de cor vermelha causada pelas algas que ali habitam e frequentada por uma colônia de flamingos, e a Verde, dessa cor devido à sua concentração de metais e que forma junto ao Vulcão Licancabur uma paisagem encantadora, estão entre as mais cotadas. Ali perto também encontra-se a Lagoa Branca e, no caminho para Tupiza, as Lagoas Amarela e Celeste. A região ainda compreende diversas fontes de águas termais e alguns campos de gêiseres, entre os quais o mais famoso está logo além da fronteira, no Chile (são os Gêiseres del Tatio, que apesar de próximos à fronteira, exigem uma volta relativamente grande para serem alcançados por via terrestre).

Isla Incahuasi, Salar de Uyuni, Bolivia
Isla Incahuasi, Salar de Uyuni, Bolivia

Seguir viagem para o Chile é, de fato, uma opção bastante conveniente para complementar uma viagem à Uyuni. Embora o tour mencionado anteriormente em 4x4 seja a opção mais bonita, também é possível dirigir por estradas convencionais até a fronteira com o Chile. Nesse caso são 225km (3h30) até a cidade chilena de Ollagüe e outros 300km (5h) até San Pedro de Atacama ou Iquique. A cidade de Villazón, na fronteira com a Argentina está a 300km de Uyuni (6h30 de carro) e La Paz encontra-se a 540km de distância (7h20 carro, ou mais de 10h de ônibus).

Bem-vindo a LATAM Explorer

 

Leitura Sugerida

Bolívia

 



Booking.com

 

 

Galeria de Imagens


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *